Agenda: +

Blog

Educação por Dácio Brito

Dácio Brito é professor da Universidade Estadual de Alagoas, onde exerceu o cargo de reitor, tem graduação em Engenharia Agronômica, especialização em Ciências do Ambiente, especialização em Administração e Supervisão Escolar, mestrado em Agronomia e doutorado em Agronomia.

28/10/2016 16:20:59

“QUE PAÍS É ESSE”

“Que país é esse” onde as pessoas defendem posições publicadas por políticos sem conhecer seus conteúdos ou, mesmo conhecendo, sem pensar no que pode ter “nos bastidores” sobre o que está sendo divulgado (inclui pessoas da “esquerda” ou da “direita”). Sei que alguns verificam atentamente os fatos antes da defesa. Porém, vejo mentiras insistentes sobre determinado tema de interesse dos brasileiros, que se transformam em temas meramente políticos partidários. Vejo pessoas replicando textos mentirosos, vejo pessoas divulgando informações parciais buscando deturpar a verdade em benefício próprio ou de políticos ou partidos políticos.

O Brasil precisa reduzir gastos públicos sim, como gastos com as Assembleias  Legislativas, com viagens dos políticos, com a quantidade absurda de assessores para os políticos de mandato, com o número exagerado de vagas para os legislativos, com aposentadorias precoce, com mordomias de ex-presidentes da república, com altos salários no judiciário, com aposentadoria de milionários e especiais para membros do legislativo e judiciário, entre outros. 

Nosso país precisa atacar de vez a corrupção, que ocorreu em quase todos os governos  (direita e esquerda), precisa continuar investigando fatos de governos anteriores, e principalmente no governo do PT e PMDB, pois juntos governaram o Brasil nos últimos 14 anos, o que levou esse país a situação atual.

Fala-se em PEC para salvar o Brasil. Na discussão sobre a PEC 241 dizem de tudo e muitos esquecem, a meu ver, temas mais relevantes. Quem define a aplicação dos recursos arrecadados pelos impostos dos brasileiros são os políticos, ou seja, anualmente os legislativos aprovam tanto para saúde, tanto para educação, tanto para agricultura e assim por diante. Com ou sem PEC 241, existe um recurso que será dividido para os diversos segmentos, e quem fará a divisão são os legislativos. Quantas leis no Brasil são aplicadas igualmente para todos?

Mesmo definindo em lei um montante para a educação, quanto será para investimento? Quanto para concurso? Quanto para pesquisa? O legislativo pode definir que haverá construção de novas escolas e universidades. Funcionarão sem professores? Pode ser definido que haverá mais concurso, como será o trabalho dos professores sem ambiente adequado, sem laboratórios? O rateio dos recursos para educação, feito pelos políticos, pode ser para beneficiar a empresa do amigo, por exemplo.

Um país só cresce se investir em educação, ou melhor, investir BEM em educação. Não podemos pensar em reduzir gastos com educação, pelo contrário, estamos em um país que ocupa os piores lugares na educação e, portanto, temos que aumentar muito os investimentos em educação, e não vamos conseguir isso com a maioria dos políticos que nós mesmos elegemos (de direita, centro ou de esquerda, se é que temos isso no Brasil) e com professores, pais e gestores descompromissados.

Devemos lutar bravamente, e alguns estão fazendo, para melhorar a educação. Não podemos ser inocentes ao ponto de não perceber que existe um movimento que está tentando fazer com que a população esqueça a Lava Jato, esqueça que nos bastidores estão ocorrendo negociatas para livrar políticos que cometeram crimes e mais, para manter privilégios, esqueça que tem alguns querendo ressuscitar político afetado por falcatruas cometidas enquanto homem público.

 

A LUTA DEVE SER POR UM PAÍS COM MAIS FORMAÇÃO CIDADÃ, COM MAIS EDUCAÇÃO DE QUALIDADE.

 

NOVA CONSTITUINTE JÁ.

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA


#tonoclick